Cuidados com a pele: 5 dicas para não descuidar do sol

Cuidados com a pele: 5 dicas para não descuidar do sol

Em um país como o nosso, o clima tropical e ocorrência de altas temperaturas acontecem não somente durante o verão, mas também no ano todo. E por essa razão, é sempre bom lembrar os cuidados que devemos ter com a nossa pele (que deve ser diário, mesmo em dias de frio e chuva) e atenção que deve ser redobrada nos dias de muita exposição ao sol.

A radiação solar é responsável por queimaduras, câncer de pele, envelhecimento cutâneo, manchas e outros problemas de saúde.

O sol traz muitos benefícios para o corpo humano, por ser fonte de vitamina D e evitar algumas doenças ósseas, que ocorrem, principalmente, em mulheres, além de funcionar na prevenção contra a depressão. Entretanto, exageros não devem ser cometidos: é preciso evitar exposições prolongadas e repetidas, especialmente no período entre 10h e 16h, momento de grande incidência de raios ultravioleta B, os principais responsáveis pelo surgimento do câncer de pele.

Seguindo as orientações que selecionamos abaixo, você poderá aproveitar o melhor do sol cuidando da saúde da sua pele:

1 – Filtro solar

Nem precisamos dizer que esse deve ser aplicado diariamente e não apenas em momentos de lazer ou exposição ao sol, né? Mas nem todo mundo sabe exatamente o fator que deve ser utilizado e quantas vezes ao dia deve ser aplicado e por isso, vamos reforçar aqui para vocês.

– Produtos com Fator de Proteção Solar (FPS) de ao menos 15 ou 20 podem ser utilizados no dia a dia, e com FPS igual ou superior a 30, para exposições mais longas à luz solar (na praia, piscina, pescaria, entre outros).

– O filtro solar adequado para proteger contra os raios UVA e UVB deve ser aplicado em todas as partes do corpo (incluindo mãos, orelhas, nuca, pés e, no caso dos calvos, a cabeça) 30 minutos antes da exposição solar, para que a pele o absorva. A reaplicação deve ser feita a cada duas horas. Lembrando que esse tempo diminui se houver transpiração excessiva ou contato com a água.

– Mesmo em dias nublados, 80% da radiação UV atravessa as nuvens e chega até nós. Portanto, o filtro solar é necessário também nestes dias.

– Os lábios também devem receber cuidados com o uso de protetores labiais. Bonés, viseiras ou chapéus ainda auxiliam na proteção da face.

– Em crianças, um filtro solar adequado para a pele sensível pode ser utilizado a partir dos seis meses de idade. Pessoas de pele oleosa podem optar por filtros em forma de loção ou gel. Já as de pele negra, apesar da proteção natural conferida pela maior quantidade de melanina produzida naturalmente, devem ter o mesmo cuidado com a fotoproteção, pois também estão sujeitas a queimaduras, câncer de pele e outros problemas.

– As cicatrizes devem ser protegidas com adesivos ou esparadrapos (se forem recentes, o sol pode deixá-las escuras). O sol também danifica os cabelos, principalmente os tingidos. Para protegê-los, podem ser utilizados fluidos siliconados nas pontas, shampoos e cremes com filtro solar.

 

2 – Alimentação e hidratação

A ingestão de água (no mínimo, dois litros por dia), suco de frutas e água de coco é imprescindível para manter o corpo hidratado. Um bom hidratante ajuda a manter a quantidade de água na pele entre 10% e 30%.

Alguns alimentos, principalmente frutas e legumes de cor alaranjada ou vermelha, podem ajudar a prevenir os danos causados pelo sol à pele. Cenoura, abóbora, mamão, maçã e beterraba, por exemplo, contêm carotenóides, substância que retém a radiação UV.

Durante dias com altas temperaturas, a temperatura corporal também aumenta e o organismo tem dificuldade de digerir alimentos mais gordurosos. Nestes dias, é melhor dar preferência aos que contêm baixo teor de carboidratos e maior proporção de fibras, pois ajudam na hidratação e previnem os sinais do envelhecimento.

 

3 –  Aposte no gel pós-sol

Pode ser encontrado de todas as marcas que produzem protetores solares, e este produto, apesar de parecer dispensável, pode ser um grande aliado na sua temporada de verão. Além de refrescar e hidratar a pele profundamente, o gel pós-sol possui extratos naturais que ajudam a conservar o bronzeado por mais tempo. Dica mara: deixe-o na geladeira. Com esse calor que faz no Brasil, não tem nada mais gostoso do que algo geladinho para passar no corpo depois da praia ou piscina ou antes de ir dormir.

 

4 – Roupas e acessórios

Esse é um ponto importante a se levar em conta ao realizar atividades ao ar livre. Chapéus e roupas de algodão retêm cerca de 90% das radiações ultravioleta (UV), enquanto os tecidos sintéticos, como o nylon, retêm apenas 30% e podem provocar irritações cutâneas, pois impedem a pele de respirar. As barracas usadas na praia devem ser feitas de algodão ou lona, material que absorve 50% da radiação UV. O uso de óculos de sol previne catarata e lesões na córnea.

Após procedimentos como depilação ou peeling, é indicado usar roupas que protejam a área, a fim de evitar possíveis irritações e pigmentações.

 

Não esqueça: Mormaço também queima!

Não se engane. Mesmo nos dias nublados, até 80% da radiação ultravioleta pode atravessar as nuvens e chegar à Terra.

Portanto, use proteção solar também nestes dias, utilizando filtros solares com o mesmo FPS que usaria num dia ensolarado.